Rua Argemiro Carvalho, 89 - Vicente Pinzon, Fortaleza - CE

85 3295-6663 [email protected]

Níveis de Blindagem: qual a diferença?

O que é o nível de blindagem?

Os níveis de blindagem representam a capacidade balística que a blindagem possui, ou seja, quais armas e calibres a blindagem consegue suportar. Quanto maior o nível de blindagem, maior sua proteção. De acordo com os níveis, mudam as especificações do que é instalado, como a espessura do aço e do vidro.

Hoje a blindagem automobilística avançou bastante, e novas tecnologias permitem vidros mais finos e leves com altas capacidades balísticas, como é o caso do Protechtor EVO, que se utiliza de tecnologia aeronáutica.

Nível I (Nível 1)

A blindagem de nível I é bem mais leve e garante a proteção apenas até o calibre .38. Com a criminalidade aumentando e o aumento também dos calibres utilizados por criminosos, a procura por esse tipo de blindagem tornou-se baixíssima. Uma das maiores referências neste tipo de blindagem é a Armura, da DuPont.

 

Nível II (Nível 2)

A grande diferença entre a blindagem do nível II para III-A era a espessura e capacidade balística do vidro. Com as novas tecnologias e o uso das mantas de aramida, o preço do material opaco aumentou e, assim, o valor da blindagem nível II ficou elevado demais para o que ofertava.

Além disso, a profissionalização do mercado também tornou possível parcelamentos e facilidades de pagamento, tornando o nível mais alto acessível para o público geral. Encarecendo a do nível mais baixo e aumentando o acesso do nível mais alto, a blindagem do nível abaixo de III-A tornou-se praticamente inviável.

 

Nível III-A (Nível 3A)

A blindagem III-A suporta o disparo de qualquer arma de mão (confira a tabela abaixo), garantindo a idoneidade do passageiro em qualquer abordagem no trânsito, sendo então a favorita no Brasil e o padrão atual em blindagem.

Hoje, a oferta da blindagem III-A tornou-se bem maior e é responsável pela parcela de 90% do mercado de blindagens automotivas. Com o aumento do volume, deve-se preocupar mais com a qualidade da blindagem para que ela realmente entregue a proteção prometida. Utilizar os materiais balísticos necessários, de fornecedores confiáveis e certificados pelo Exército Brasileiro, além de encontrar uma blindadora associada à Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem), são alguns dos cuidados que o consumidor deve ter ao blindar seu veículo.

Além disso, novas tecnologias estão surgindo para diminuir ainda mais o peso desse nível de blindagem, como o composto balístico UDura, que substitui aço e aramida por um material mais leve e resistente.

 

Nível III

O blindagem de nível III é de uso restrito. Enquanto para a blindagem de nível III-A o interessado deve apenas não ter uma ficha criminal para solicitar seu CR e conseguir comprar uma blindagem (entenda mais sobre a documentação necessária para blindar seu carro), a blindagem de nível III necessita que o solicitante justifique para o Exército o motivo da sua necessidade por esse nível de blindagem. Ela suporta tiros até de armas como AK-47.

 

Nível IV

Este nível de blindagem é atualmente proibido no Brasil. Possui resistência para suportar granadas e armas pesadas de uso militar e tem uso restrito para as Forças Armadas e chefes de Estados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *